Alex sugere serviço de teleassistência médica para idosos que moram sozinhos

O vereador Alex Eduardo (Solidariedade) sugere projeto de teleassistência a idosos que moram sozinhos, um canal de comunicação direto com profissionais em casos de emergência para orientações sobre saúde, bem-estar e apoio emocional.

Segundo ele, a iniciativa visa oferecer suporte remoto, imediato, segurança e também promover autonomia, permitindo que idosos fiquem em suas casas com mais conforto e tranquilidade, além de diminuir os custos com internações hospitalares e atendimentos de urgência.

Na área da saúde, ele propõe banco de sangue municipal, de cordão umbilical e placentário. A proposta visa garantir o acesso a recursos coletados do sangue do cordão umbilical após o parto, permitindo o uso futuro de células-tronco em tratamentos médicos, para melhoria da qualidade de vida e saúde de muitas pessoas.

O vereador explica que o método é simples e seguro e não pode causar qualquer dor ou risco para a mãe e o recém-nascido.  

Alex sugere também cursos e palestras gratuitas incentivando o empreendedorismo aos feirantes do município; criação da Coordenadoria da Mulher; programa de alimentação especial para crianças com diabete mellitus e celíacas (intolerância a glúten), matriculadas na rede municipal de ensino; e uso de combustível biodiesel no transporte urbano coletivo.


A proposta em destaque está em sintonia com o ODS 3 – Saúde e Bem-Estar. ODS são Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, uma agenda mundial que estabelece ações em áreas importantes como erradicação da pobreza, saúde, educação, igualdade de gênero e redução das desigualdades.


Imagem: Governo Estado do Paraná

Texto: Lizandra Lima (Estagiária)

 

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo