WhatsApp Image 2018-02-27 at 07.56.03.jpeg

Câmara acolhe denúncia

A Câmara de Paulínia acolhendo o Mandado de Segurança 1003950-84.2017.8.26.0428, expedido pelo juiz Carlos Eduardo Mendes da 1ª Vara de Justiça local, realizou a 1ª Sessão Extraordinária de 2018 nesta segunda-feira, 26, para votação da Denúncia 4/17, apresentada pelo policial militar aposentado Luiz Roberto de Lima, que pede o afastamento de 13 vereadores e do prefeito Dixon Carvalho (PP).

Os trabalhos foram conduzidos pelo edil Kiko (PRB). Após a leitura da denúncia, os suplentes votaram favoráveis por sua aceitação, com voto contrário de Luciano Ramalho (PP) e ausência de Sargento Camargo (PR), Robert Paiva (PTB) e Grilo (PSDC).

Em seguida a Comissão Processante (CP) foi composta e terá Tiguila (PPS) como presidente, Paiva como relator e Camargo será o secretário. A CP terá 90 dias para apresentar o relatório final em Plenário, quando será novamente debatido e votado.

Os suplentes também optaram por afastar os vereadores enquanto os trabalhos da CP, acontecerem. Luciano Ramalho e Grilo foram os únicos votos contrários. Já o chefe do Executivo permanecerá no cargo, mesmo com a Comissão instalada.

WhatsApp Image 2018-02-27 at 07.56.03.jpeg

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo