Câmara entra na luta contra o câncer de mama e realiza evento do Outubro Rosa

A Câmara Municipal de Paulínia aderiu ao movimento “Outubro Rosa”, que objetiva conscientizar o maior número de pessoas em relação à prevenção pelo diagnóstico precoce do câncer de mama. Na tarde de segunda-feira (21/10) funcionários se reuniram no Plenarinho da Casa de Leis onde assistiram dois vídeos educativos sobre a importância da prevenção precoce da doença.

No encontro, os participantes ainda puderam fazer apontamentos sobre a mesma, relatando casos reais e sobre o cuidado que cada um deve fazer para o diagnóstico. No final do “bate-papo”, os presentes receberam de lembrança mudas de plantas e pão de mel.

O presidente do Legislativo, o vereador Antônio Miguel Ferrari, o “Loira” (DC), fez uma breve apresentação da origem do “Outubro Rosa” e a importância das pessoas fazerem os exames preventivos para se cuidar. Ele ainda fez um alerta para os presentes informando que, apesar de ser uma doença onde a maior incidência é entre as mulheres, os homens também devem se prevenir, por também apresentam esse tipo de câncer.

Prevenção

Os exames preventivos e de diagnóstico são as melhores armas para identificação da doença, que se descoberta no estágio inicial, as chances de cura do câncer são grandes. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e também pode atingir os homens.

Mulheres de 50 a 69 anos devem realizar a mamografia a cada dois anos. Fora dessa faixa etária, o exame é recomendado somente para mulheres com sinais ou sintomas de câncer de mama, como nódulo, retração do mamilo e outros, ou com histórico familiar em parente de primeiro grau, como mãe, irmã ou filha.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que, para esse ano de 2019, poderão ser diagnosticados ou registrados 59.700 novos casos de câncer de mama no Brasil, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres.

O Outubro Rosa

O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. No Brasil, o movimento se iniciou em 2002, quando um grupo de mulheres simpatizantes à causa com a ajuda de parceiros trouxe esta campanha para o país após iluminar em rosa o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), na cidade de São Paulo.

O objetivo da campanha é divulgar informações gerais sobre câncer de mama, promover o conhecimento e estimular a postura de atenção das mulheres em relação às suas mamas e à necessidade de investigação oportuna das alterações suspeitas e informar sobre recomendações inerentes a prevenção e combate da doença.

 

 

Texto: Thiago Henrique
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Divulgação

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo