Cazellato pede ações contra dengue, nova UBS e clínica para dependentes químicos

Os números de casos notificados de dengue no município fizeram o vereador Du Cazellato (PSDB) questionar a Prefeitura quais ações têm sido promovidas para combater a doença. No Requerimento 247/2019, ele pergunta qual a programação da campanha e como o governo municipal tem procurado conscientizar a população para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

O vereador relata que, até 15 de março, Paulínia tinha 303 casos notificados e 34 confirmados, sendo 16 autóctones (contraído na cidade onde a pessoa vive) e 18 casos importados, conforme o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde Municipal. Não houve mortes.

Ainda na área da saúde, Cazellato solicitou a construção de uma nova Unidade Básica de Saúde no Parque da Represa. Segundo a Indicação 413/2019, o posto hoje existente não consegue atender de forma adequada as necessidades da população local, por causa do crescimento do bairro.

Outra proposta é a criação de um clínica de recuperação e reabilitação de pessoas com dependência química no município. O vereador diz que tem crescido a quantidade de pessoas que se envolvem com substâncias entorpecentes na cidade. “O portador desse tipo de distúrbio acaba por não conseguir conter o vício, afetando sua vida psíquica, emocional, física e, consequentemente, a vida social”, justifica na Indicação 411/2019.

Ele ainda assinou indicações para a Prefeitura drenar a água acumulada na casa de bombas das piscinas do conjunto aquático do Poliesportivo Monte Alegre; instalar redutor de velocidade na avenida Juscelino Kubitscheck de Oliveira e garantir policiamento ostensivo na avenida Alexandre Cazellato, no bairro Betel.


Acompanhe o andamento das propostas.

Texto: Felipe Luchete (MTB nº 56.928/SP)
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Prefeitura de Paulínia
Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo