Comissão define vereadores que vão apurar morte de recém-nascida

A Câmara de Paulínia definiu os nomes que vão integrar a Comissão Especial de Inquérito criada para apurar responsabilidade pela morte de uma bebê recém-nascida no Hospital Municipal. A CEI foi aprovada na sessão plenária de terça-feira (12/3), e cinco vereadores foram definidos com base em sorteio e indicações de lideranças de bancadas.

Edilsinho Rodrigues (PSDB) será o presidente da comissão, enquanto Danilo Barros (PR) assumirá a vice-presidência. O relator será Fábio Valadão (PRTB); Fabia Ramalho (PMN) ficará como sub-relatora e Flávio Xavier (DC) atuará como secretário.

A reunião sobre a abertura dos trabalhos foi promovida nesta quinta (14/3), comandada pelo presidente em exercício da Câmara, Zé Coco (PV), também com a participação dos vereadores José Soares (PRB) e Xandynho Ferrari (PSD), além do diretor legislativo da Casa, Rodrigo Quaiatti.

A proposta de iniciar a investigação, assinada por 13 parlamentares, relata que a morte ocorreu no dia 22 de fevereiro de 2019, depois de problemas na tentativa de um parto normal. Os autores entendem que é obrigação do Poder Legislativo colher informações, compreender o episódio e identificar se houve ou não erro de procedimentos, com o objetivo de auxiliar a Prefeitura e o Ministério Público na tomada de providências. As atividades devem durar 120 dias.

Texto: Felipe Luchete (MTB nº 56.928/SP)
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagem: Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo