Danilo questiona providências sobre agrotóxicos na água de Paulínia

A divulgação de dados sobre a presença de agrotóxicos na água consumida pelos moradores de Paulínia fez o vereador Danilo Barros (PR) questionar à Prefeitura quais medidas têm sido tomadas para garantir a saúde da população.

Os agrotóxicos apareceram em mais de 90% das análises entre os anos de 2014 e 2017. Foram encontrados 27 tipos de produtos, sendo 11 altamente tóxicos, que podem causar doenças crônicas como câncer, defeitos congênitos e distúrbios endócrinos.

As informações foram publicadas em abril por meio de investigação conjunta da Repórter Brasil, Agência Pública e organização suíça Public Eye, com base em levantamento do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua), que reúne resultados de testes feitos pelas empresas de abastecimento das cidades.

Danilo pergunta quais ações o governo municipal planeja, quais recomendações é preciso dar à população (ferver água ou comprar, por exemplo) e quem é responsável pela contaminação. No Requerimento 284/2019, ainda quer saber se a água disponível no Fontanário está incluída na pesquisa.

O vereador também assinou questionamento sobre as medidas da Secretaria de Saúde para o controle da dengue; cobrança de informações quanto à manutenção e condições de uso dos aparelhos de autoclave do Hospital Municipal e pedido de redutor de velocidade na rua Jair Jorge Peralta, no bairro Alto do Mirante.


Acompanhe o andamento das propostas.

Texto: Felipe Luchete (MTB nº 56.928/SP)
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo