Paulínia deixa estado de calamidade e libera novos serviços no comércio

A partir desta quarta-feira (27/5), novos serviços são autorizados a exercer suas atividades em Paulínia.  O município deixou o estado de calamidade pública e agora está em estado de emergência, de acordo com o Decreto 7.814/2020, publicado pela Prefeitura.

Os comércios e serviços devem evitar aglomeração de pessoas e adotar medidas, como oferecer álcool em gel ou lavatórios aos clientes; estabelecer distância mínima de um metro e meio entre os clientes e usuários; e oferecer equipamentos de proteção individual aos trabalhadores.

Segundo o governo municipal, a medida foi tomada pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CPEC), com o objetivo de reabrir de forma gradativa o comércio local. Outras atividades devem ser liberadas em outras etapas, com análise constante do comitê.

Veja a lista de atividades liberadas

[av_font_icon icon=’ue856′ font=’entypo-fontello’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-wx3lab’ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

SERVIÇOS

Escritórios de contabilidade, advocacia, administração e consultoria
Barbearias e cabeleireiros
Massoterapia e podologia
Correspondentes bancários
Jardinagem
Inspeção veicular
Despachante
Lava-jato e limpeza de veículos
Borracharia
Guinchos
Oficinas de conserto de eletrodomésticos e eletrônicos
Oficinas de costura, loja de aviamentos e tecidos

[av_font_icon icon=’ue8bc’ font=’entypo-fontello’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-sr4i03′ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

SAÚDE

Hospitais
Clínicas médicas, odontológicas, de fisioterapia, de psicologia, de vacinação e veterinárias
Farmácias
Óticas
Laboratórios de análises clínicas
Lavanderias e serviços de limpeza e hotéis

[av_font_icon icon=’ue859′ font=’entypo-fontello’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-2nipkar’ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

ALIMENTAÇÃO

Supermercados, mercearias, açougues, peixarias, pesqueiros
Estabelecimentos de alimentação de animais
Entrega (delivery) e drive thru de bares, restaurantes, padarias e lojas de conveniência (o consumo no local continua proibido)

[av_font_icon icon=’ue8de’ font=’entypo-fontello’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-2ajvkv7′ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

ABASTECIMENTO

Transportadoras
Entrega de mercadorias
Postos de combustíveis e derivados
Distribuidora de água e gás
Oficinas de veículos
Lojas de material de construção
Empresas de locação de veículos
Concessionárias de venda e revenda de veículos

[av_font_icon icon=’ue824′ font=’entypo-fontello’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-1k4tr4z’ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

SEGURANÇA

Serviços de segurança pública e privada

[av_font_icon icon=’ue80f’ font=’entypo-fontello’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-10qt5ib’ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

COMUNICAÇÃO SOCIAL

Atividades de empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens
Serviços de call center

[av_font_icon icon=’ue817′ font=’entypo-fontello’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=’#43916b’ id=” custom_class=” av_uid=’av-ke80v7′ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

MÁSCARAS E QUARENTENA

Desde o início de maio, moradores da cidade devem utilizar máscaras em áreas de uso coletivo: é obrigatório proteger a face em estabelecimentos comerciais, nos serviços de saúde e em todas as repartições públicas pertencentes ao município. A mesma regra vale para usuários de ônibus, táxis e transporte por aplicativos, enquanto durar a quarentena causada pelo novo coronavírus.

Os procedimentos de quarentena valem até 15 de junho. Comércios que descumprirem as medidas podem sofrer medidas drásticas, segundo o decreto: suspensão do alvará de funcionamento, lacração e multa, além das regras do Código Penal e do Código Sanitário do Estado de São Paulo.

* Com informações da Prefeitura de Paulínia.

Imagem: Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo