Fila de espera em centro de assistência social prejudica famílias, afirma Fábia

A demanda reprimida no Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) é tema de questionamento apresentado pela vereadora Fábia Ramalho (PMN) à Prefeitura. Ela pergunta quais medidas têm sido tomadas para atender de forma eficiente famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violados.

O Requerimento 392/2019 destaca a importância do Creas para vítimas de violência, tanto física como psicológica, resultado de negligência e violência sexuais, por exemplo. “No entanto, atualmente existe uma fila de espera para a inclusão principalmente de crianças, adolescentes e famílias junto ao serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (PAEFI), cujos motivos são de grande preocupação”, diz Fábia.

O governo municipal deverá relatar, em 30 dias, providências para normalizar o serviço de utilidade pública do centro.

A vereadora também cobra informações sobre o contrato de serviços para reforma do Departamento Odontológico do Centro; projeto de melhorias para o Residencial Pazetti e dedetização de bueiros em áreas com indícios de pragas.

Ela pede ainda compra de mamógrafo acessível na rede pública de saúde, para pessoas com deficiência; revitalização da praça Elvira Furlan Perozzo, no bairro Sol Nascente, e adaptação do ambiente escolar com sinalização luminosa na Emef Profa. Flora Aparecida Toledo Lima, com o objetivo de auxiliar alunos surdos.


Acompanhe o andamento das propostas.

Texto: Felipe Luchete (MTB nº 56.928/SP)
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Prefeitura de Paulínia
Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo