IMG_0378 (Copy).jpg

Liminar paralisa CP que investigava vereador Tiguila por suposta quebra de decoro

IMG_0378 (Copy).jpgA Comissão Processante instaurada a partir do recebimento da Denúncia 5/18, foi paralisada após o vereador Tiguila (PPS), obter na 1º Vara de Justiça de Paulínia, uma liminar que suspende os trabalhos.

A CP havia sido criada para investigar os edis Kiko (PRB) e Tiguila por supostamente terem cometido abuso de decoro parlamentar durante a condução da 1ª Sessão Extraordinária de 2018, e prosseguia apenas contra o segundo parlamentar, pois o primeiro citado obteve antes uma decisão judicial favorável ao seu mandato.

O vereador Edilsinho é o presidente da CP, também composta por Flávio Xavier (PSDC) o relator e Fábio Valadão (PRTB) o 1º secretário.

A liminar foi expedida no dia 27 de abril pelo juiz Carlos Eduardo Mendes. A assessoria de Tiguila, informou que ele não irá se manifestar.

 

 

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo