Meio Ambiente pede consciência coletiva

A consciência coletiva, no que se refere à importância da preservação do meio ambiente, e, a complexidade das atuais demandas ambientais, sociais e econômicas, que induz a um novo posicionamento dos três níveis de governo (Municipal, Estadual e Federal), da sociedade civil e da iniciativa privada.

Por isso, o calendário ambiental registra o 5 de junho como o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972 tem o objetivo chamar a atenção sobre a importância da preservação dos recursos naturais para a manutenção da vida no planeta.

Durante os dias 5, 6 e 7 de junho, a Secretaria de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente (Seddema) preparou palestras, oficinas, trilhas, exposições e muitas outras atividades voltadas tanto para grupos escolares como para o público em geral.

 

Conhecimento

Em Paulínia, existem diversas áreas protegidas, divididas em Parques Municipais, Áreas de Proteção Ambiental, além de Parques Urbanos.

Os Parques Municipais de Paulínia são guardiões da rica biodiversidade existente nos dois grandes biomas paulinenses: a Mata Atlântica e o Cerrado. Eles são cuidados e preservados pela Secretaria de Meio Ambiente.

Valer lembrar que, no Guia de Áreas Protegidas do Estado de São Paulo, é possível conferir as informações sobre todas as unidades de conservação.

Parque do Cerrado
Jardim Botânico Municipal “Adelelmo Piva Junior”
Parque Zeca Malavazzi
Mini Pantanal de Paulínia – Região do Parque da Represa
Parque da Amizade
Parque Ecológico Municipal “Armando Müller”

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo