Câmara aprova regra para tornar serviços digitais mais acessíveis

Os vereadores de Paulínia aprovaram, nesta terça-feira (22/8), programa de Acessibilidade Digital para a administração municipal, empresas e comércios. O objetivo é estimular que as esferas pública e privada garantam acesso a pessoas com deficiência quando tiverem produtos e serviços on-line.

A iniciativa deve valer para sites, aplicativos e sistemas eletrônicos. Segundo o autor, vereador Alex Eduardo (Solidariedade), essa é uma forma de eliminar barreiras a todos os públicos. “Isso envolve a criação de interfaces intuitivas, uso de legendas em vídeos, descrições de imagens para pessoas com deficiência visual, adaptação de cores e tamanhos de fontes, entre outras medidas”, diz.

A proposta já havia sido votada em Plenário, mas o prefeito vetou alguns trechos da regra. Por isso foi debatida novamente na Câmara, e volta agora à Prefeitura para sanção.

Os vereadores também aprovaram o Maio Amarelo, campanha para reduzir acidentes no trânsito, e a Semana Municipal do Brincar (última semana de maio), ambos os projetos assinados por Fábio da Van (Cidadania).

Outra novidade é a criação do Departamento de Tecnologia e Informática da Câmara de Paulínia, separada do Departamento de Comunicação.

Foram apresentados 43 Requerimentos (cobrança de medidas ou informações), 19 Moções (congratulações, aplausos ou repúdios) e 45 Indicações (sugestões).

CONSULTE O RESUMO DA PAUTA.

 

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo