Tiguila pede início de projetos de lazer, monitoramento e mobilidade urbana

O vereador Tiguila Paes (Cidadania) solicita a execução de uma série de projetos com verbas da Agência Metropolitana de Campinas (Agemcamp, autarquia estadual que acompanha ações na RMC). Ele relata que se reuniu com o diretor do órgão e levantou R$ 2,5 milhões para a realização de iniciativas importantes em Paulínia.

Desse valor, R$ 1,1 milhão pode ser destinado a um projeto de monitoramento em vídeo, incluindo compra de software, em quatro entradas e saídas da cidade: Bom Retiro e Parque da Represa (Sumaré), Marieta Dian (Americana e Cosmópolis) e Betel (Campinas).

Outros R$ 950 mil são para ações de mobilidade urbana, como construção de pontos de ônibus e instalação de lombofaixas. O restante custearia academia ao ar livre no bairro Jardim Ouro Negro e melhorias turísticas no Píer do Mini Pantanal, de acordo com a Indicação 278/2021.

Tiguila também pede que o governo municipal estude adesão a um programa do governo federal para implantar escolas cívico-militares. “Certamente se faz necessário amplo debate e indubitavelmente consulta pública, para que mães, pais e responsáveis estejam cônscios e possam opinar e engrandecer tal entendimento”, diz na Indicação 277/2021.

Ele ainda cobra informações sobre contratação de estagiários na Prefeitura, quedas constantes de energia e pagamentos públicos às empresas de transporte do município, além de propor redutor de velocidade na avenida Ferdinando Viacava, perto do Residencial Aurora.

[av_font_icon icon=’ue801′ font=’cmp’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-tfyaqp’ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]MAIS DETALHES

Acompanhe o andamento das propostas.

Texto: Felipe Luchete
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo