Valadão assume mandato positivo para aumentar trabalhos em prol da população

IMG_1478 (Copy).jpg

O vereador Fábio Valadão (PRTB) apresentou dez Indicações e Requerimentos na 9ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Paulínia, na noite desta terça-feira, 23. Entre eles questiona o Executivo dos últimos problemas enfrentados na cidade, como pavimentação, limpeza urbana e medidas urgentes de melhorias para o Parque da Represa e região, atendendo apelos dos munícipes. O reforço da segurança também foi citado pelo vereador.

Valadão falou sobre a importância de um mandato positivo, indicando trabalhos ao Executivo e fiscalizando, como devem ser as funções de um vereador, mas alertou para o excesso de críticas. “Eu decidi fazer um mandato propositivo e ponderado. Vou cobrar do prefeito e mostrar à população quando as coisas boas acontecem. Acredito que desta forma podemos trabalhar mais e atender às reais necessidades da população.” E comparou este mandato, com o anterior, quando foi oposição por um período difícil. “Acho que agora vou conseguir mostrar mais trabalho. Fui oposição naquela época porque realmente não havia outra forma de agir diante dos desmandos políticos gritantes, mas agora, acredito que podemos trabalhar de forma mais positiva em prol do objetivo comum”, reforçou.

As Indicações apresentadas na primeira parte da Sessão tratam da troca da caixa d’água da Escola do Leonor, redutor de velocidade na Avenida Fausto Pietrobom, limpeza de ruas no João Aranha, criação do Departamento de Bem Estar Animal no Parque da Represa e melhorias urgentes para aquela região. Os moradores da área reclamam de falta de segurança de manutenção em geral. Inclusive os apontamentos seguem os insistentes pedidos dos moradores.

Já os Requerimentos cobram o chefe do Executivo informações sobre os problemas sérios que assolaram a cidade nos últimos dias como pavimentação, limpeza urbana- com a troca de empresas responsáveis -, falta de viaturas para o policiamento ostensivo e cobra sobre o cronograma da Operação Tapa Buracos, recém-iniciada em Paulínia.

Na sessão, considerada polêmica pela votação das contas dos dois ex-prefeitos, Valadão se absteve de votar, já que pouco antes do início dos trabalhos chegaram mais documentos para análise dos vereadores. “A votação aconteceu em primeira discussão, ainda teremos mais uma sessão para votar. Quero ter tempo para analisar e votar consciente”, pondera Valadão que também é advogado e sabe das implicações jurídicas de uma decisão irresponsável ou inconsequente.  

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo