Valadão reforça pedido de políticas públicas contra as drogas

Vereador ainda cobra informações sobre acervo do Museu e cita mais problemas na Educação 

10509759 627198104043957_4226840293306532356_nA preocupação com as escolas e o combate às drogas moveram o vereador Fábio Valadão (PRTB) a apresentar requerimentos questionando o Executivo sobre os determinados temas. Os textos foram apresentados na sessão extraordinária que aconteceu nesta terça-feira (24), porque não houve tempo para serem votados na última sessão ordinária, que aconteceu no dia 17.

Considerando o uso de drogas e a dependência química uma questão social e de saúde pública comentou que muitos são os munícipes preocupados com as ações do Governo sobre uma situação que assola tantas famílias. “Precisamos saber as soluções políticas tomadas pelo Município, o que está fazendo e o que pode fazer no combate às drogas”, cobrou.

Entre as observações que fez sobre a Educação, relembrou que está perto de terminar a série de visitas às instituições de ensino municipal e uma delas, em especial, chamou sua atenção devido ao fato de ser das poucas “aptas” a receber crianças com deficiências, porém, faltam estrutura e pessoal para atender à determinação. “Os educadores têm turmas grandes e uma série de dificuldades para conseguir atender as necessidades dos alunos, principalmente os que carecem de atenção diferenciada.” Ainda ligou os problemas ao número alto de afastamentos dos profissionais, devido à falta de condições adequadas de trabalho.

O vereador ainda espera saber da Prefeitura como está armazenado o acervo do Museu Municipal, preocupado com os objetos que compõem a história paulinense. “Com a suspensão das atividades do museu e o abandono do espaço físico, surge tal preocupação. Pela importância dos documentos e o valor histórico do acervo, faz-se necessário cuidado quanto a sua preservação”, consta justificativa do Requerimento Nº 209.

Sessão ordinária

A sessão do dia 17 foi marcada pela leitura do relatório da CEI (Comissão Especial de Inquérito) da Saúde, que durou mais de uma hora. A discussão sobre a construção de um ginásio de esportes no Bom Retiro, em contrapartida à doação de solo à Copersucar S.A. foi o destaque. Valadão foi um dos poucos que acreditaram na parceria Público/ Privada, em que a Prefeitura não gastaria um centavo com a construção, mas a Emenda do Projeto 16/14 foi derrubada pela maioria dos edis. 

Fonte: Assessoria de imprensa do vereador Fábio Valadão

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo