img 4932 20131128 1054716640

Vereador critica a forma como o Executivo atuou na questão do Residencial Pazzeti e moradores do Menezes

Mota disse que o que ocorreu foi uma turbulência social jamais vista em Paulínia

img 4932 20131128 1054716640No último dia 25, durante a 22ª sessão do Legislativo no ano, o vereador Doutor João Mota (PT) fez críticas a forma como o Executivo atuou na questão do Residencial  Pazzeti, na ocupação do terceiro módulo, por parte dos moradores do extinto acampamento Menezes. 

Mota disse que o que ocorreu foi uma turbulência social jamais vista em Paulínia. O vereador disse que tudo poderia ter sido feito de outra maneira, mas que infelizmente tudo foi feito de forma atropelada, provando que não existe um planejamento habitacional na cidade.

Ele explicou que a situação de alguns dos ex-acampados do Menezes piorou, pois aqueles que não entraram nas casas, agora estão sem ter para onde ir, haja vista que o acampamento foi destruído. Muitos estão alojados em prédios públicos sem saber para onde vão. Mota finalizou dizendo que em conversa com outros vereadores, decidiram que vão abrir uma representação no Ministério Público sobre o caso. “A população pode ficar tranquila que nós vereadores não ficaremos omissos a essa situação”, disse Mota. 

Doutor João Mota quer mais benefícios para idosos

Durante a 22ª sessão do Legislativo no ano, o vereador apresentou duas indicações que podem beneficiar pessoas com idade acima de 60 anos.

idososNa última terça-feira dia 25, durante a 22ª sessão do Legislativo no ano, o vereador Doutor João Mota (PT) apresentou duas indicações que beneficiam diretamente as pessoas com mais de 60 anos de idade.

A primeira foi a indicação que sugere ao Executivo o estabelecimento de prazo para marcação de consultas e exames, na rede municipal de saúde, para pessoas com idade acima de 60 anos. Segundo o vereador, esta indicação tem como objetivo garantir comodidade aos cidadãos da terceira idade. 

O serviço de Atendimento Médico Ambulatorial, cujo agendamento é realizado pelas Unidades Básicas de Saúde, deverá proceder no mesmo prazo de atendimento estipulado no para consultas com médicos especialistas. A Secretaria Municipal de Saúde, através da sua ouvidoria, deverá receber as reclamações dos pacientes que não conseguirem ser atendidos no prazo legal.

Outra indicação focada na terceira idade foi a que sugere ao Executivo a tramitação preferencial dos processos administrativos de interesse das pessoas com idade acima de 60 anos. Ou seja, a ideia é que as pessoas com idade igual ou superior a 60 anos ou seu interveniente terão prioridade na tramitação dos processos administrativos na esfera direta e indireta do município de Paulínia.

Para fins de concessão do benefício o interessado deverá requerer à autoridade administrativa a que se encontra vinculado o processo anexando comprovante de idade.  A identificação dos processos administrativos deverá ser feita através dos dizeres: “TRAMITAÇÃO PREFERENCIAL” em destaque na capa. O Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03)  já disciplina  a tramitação preferencial dos processos as pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Fonte: Assessoria de imprensa do gabinete do vereador Doutor João Mota

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo