drone dengue

VEREADOR PROPÕE ALTA TECNOLOGIA PARA COMBATER A DENGUE EM PAULÍNIA

drone dengue
Modelo de drone utilizado para mapeamento de locais com água parada. 

Dentro de seu mandato atuante, Gustavo Yatecola (PT do B) propõe também novas regras para o trabalho insalubre na prefeitura.

Visando o combate sem trégua ao mosquito Aedes aegypti o parlamentar recomendou através de Indicação legislativa, que dentro da lei e normas da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) a prefeitura estude a utilização de drones para sobrevoar as áreas de difícil acesso e imóveis fechados, para a localização de água parada, criadouros do transmissor da dengue. Também solicitou a utilização de mosquitos transgênicos Aedes aegypti machos que ao fecundar as fêmeas não gera filhotes viáveis.

“Para o controle e a erradicação das doenças transmitidas por vetores se faz necessário pensar o problema de forma macro, devemos abster somente dos métodos usuais já conhecidos; é um processo que envolve planejamento, uso de novas tecnologias, dedicação dos agentes de saúde e conscientização da população”, explica o vereador.

Cabe, agora, à prefeitura a viabilização do uso dessas novas tecnologias em benefício da saúde pública local.

Com o mesmo entusiasmo na busca de soluções para os problemas da cidade o vereador quer que o município amplie direitos trabalhistas de seus servidores.

Na prática, ele pede que o governo municipal melhore os salários pagos aos que desempenham funções insalubres, ou seja, de risco para sua saúde, ao atender a população. O vereador reivindica que o acréscimo percentual pela insalubridade seja dado em consonância ao que é previsto na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que delimita condições melhores do que as previstas na lei municipal que trata do tema.

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo