Flávio Xavier defende estudos para mapear pontos de inundação na cidade

O crescimento populacional de Paulínia nem sempre é acompanhado de planejamento, asfaltamento adequado de ruas e instalação correta de galerias de águas pluviais. O vereador Flávio Xavier (DC) afirma que essa situação provoca enchentes e transtornos na cidade, sendo necessário que o governo municipal contrate estudos hidrológicos de dimensionamento das bacias hidrográficas e mapeie todos os pontos de inundação, para basear soluções no futuro.

Ele afirma que no Jardim Ipê, por exemplo, as galerias de águas pluviais seguiram as declividades das ruas, sem preocupação com formas de diminuir a pressão do fluxo. Quando a água vem com força, rompe as galerias e afunda o pavimento asfáltico.

Xavier diz que, no bairro do Monte Alegre, as galerias têm praticamente o mesmo diâmetro do tubo do seu início até o final, onde fica o ponto de deságue. Já no bairro São José I, praticamente nenhuma das ruas tem galerias de águas pluviais e bocas de lobos para a captação.

“Os problemas de fato não se restringem apenas à falta de mais uma galeria de águas pluviais ou uma boca de lobo ali ou aqui, mas sim um conjunto de problemas mais complexo, que requer ações mais complexas que de fato resolvam as questões das drenagens que ora estão insuficientes”, afirma o vereador.

Conforme a Indicação 39/2019, o ideal é que o município contrate empresa de engenharia para estudar a situação e fornecer condições e parâmetros técnicos para a Prefeitura redimensionar os diâmetros das galerias, promover substituições e organizar novas medidas.


Acompanhe o andamento da proposta.

Texto: Felipe Luchete (MTB nº 56.928/SP)
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Prefeitura de Paulínia/ Divulgação
Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo