correios 2

Du Cazellato quer que Correios entregue correspondências em dia

correios 2

O vereador Du Cazellato apresentou durante a última sessão da Câmara um requerimento que cobra da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) informações sobre a entrega de correspondências no município, que vem atrasando com frequência. Em um trecho do documento o vereador diz que “nos últimos meses as correspondências em nosso Município estão sendo entregues com atraso considerável, prejudicando toda uma população”.

Em outro trecho do requerimento, Cazellato pede que o problema seja resolvido com urgência. “Quais as providências que estão sendo tomadas para regularizar o serviço, e qual o prazo para regularização?”.

“Os Correios tem muita importância na vida das pessoas. Atualmente muitos estão pagando suas contas com atraso, pagando juros e tendo transtornos porque os boletos já chegam vencidos e não podemos aceitar isso”, diz Cazellato.

Vereador pede caçambas para entulhos no Pazetti

Atendendo ao pedido de diversos moradores do Residencial Pazetti, o vereador Dú Cazellato (PP) fez indicação ao chefe do executivo pedido que sejam disponibilizadas caçambas para o recolhimento de entulhos das obras que estão sendo realizadas no bairro. A indicação foi apresentada em plenário durante a Sessão da Câmara.

Os moradores relataram ao Vereador que este benefício atualmente não é estendido ao residencial e com isso, muitas famílias optam por colocar os restos das obras na via pública. Eles alegam que há falta empresas qualificadas e com quantidade de equipamentos necessários para atender a demanda.

De acordo com o Vereador o serviço de entrega e recolhimento de caçambas pode ser estendido ao bairro. “Temos que resolver este problema com urgência pois, apesar de ser considerado um condomínio fechado, o acesso ao Pazetti é livre, igual em qualquer outro bairro e por isso a prefeitura tem que zelar pelo residencial”, disse Cazellato. “Outro motivo, são as famílias de baixa renda e aquelas que já estão gastando com as obras, e em muitos casos, não tem dinheiro para contratar o serviço que acaba saindo caro pela falta de concorrência”, finaliza o Vereador.

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo