Xavier cobra repasse de verbas obrigatórias para a educação e a saúde

As emendas impositivas do vereador Flávio Xavier (DC) reservaram no Orçamento deste ano R$ 550 mil para escolas municipais e unidades de saúde, mas faltando três meses para terminar 2019 não há informações sobre o destino das verbas. O parlamentar questiona a Prefeitura providências quanto à compra dos materiais apontados por ele.

Por lei, a Câmara de Paulínia tem o poder de definir para onde vai 0,5% da receita corrente líquida do município. Assim, no final do ano passado, cada vereador teve o direito de escolher para onde iria R$ 550 mil.

Xavier destinou o dinheiro para cortinas, ventiladores e purificadores de água refrigerados em todas as escolas e creches, além de ventiladores e longarinas em todas as UBSs da cidade. Até agora, não há notícias sobre as providências tomadas para atender à solicitação, segundo os Requerimentos 587 a 591/2019.

O vereador propôs ainda a criação da Secretaria do Agronegócio, para estimular o desenvolvimento socioeconômico do setor no município e na região, e do Departamento da Pessoa com Deficiência na Prefeitura.

Ele sugeriu também que os responsáveis pelo transporte coletivo ofereçam maior número de linhas de ônibus no Centro Industrial de Paulínia (CIP), além de retorno antes do pedágio na rodovia Professor Zeferino Vaz, para facilitar o acesso ao bairro Cascata e ao CIP.

[av_font_icon icon=’ue801′ font=’cmp’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ animation=” color=” id=” custom_class=” av_uid=’av-2c5dwo’ admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

MAIS DETALHES
Acompanhe o andamento das propostas.

Texto: Felipe Luchete
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo