Parque da Amizade está abandonado e precisa de reforma, diz José Soares

O vereador José Soares (Republicanos) relata uma série de problemas no Parque da Amizade, no bairro Alto de Pinheiros: sujeira, banheiros interditados, infiltrações e rachaduras nas paredes, quadras com pintura apagada e furto de fiação elétrica, por exemplo.

A área tem 300 mil metros quadrados, formada por fragmentos remanescentes da Mata Atlântica, dentro de uma Área de Preservação Permanente. Ali existem cinco praças de convivência, pista de caminhada e um prédio administrativo com salas e atelier para cursos, sala de biblioteca, espaço para lanchonete, palco e área de exposições.

“Infelizmente, o prédio hoje dá sinais de abandono e falta de manutenção”, diz a Indicação 173/2021. O autor da proposta avalia que, com reforma e manutenção, o parque poderia receber várias atividades do município.

O vereador sugere ainda proibição de cobrança de taxas na hora de religar serviços de saneamento e de energia elétrica; solicita modernização e instalação de novos pontos de iluminação pública no município; e aponta urgência na necessidade de criar comissão responsável pela concessão de uso de solo em Paulínia.

[av_font_icon icon=’ue801′ font=’cmp’ style=” caption=” link=” linktarget=” size=’20px’ position=’left’ color=” av_uid=’av-2u5xta’ custom_class=” admin_preview_bg=”][/av_font_icon]

MAIS DETALHES
Acompanhe o andamento das propostas.

Texto: Felipe Luchete
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagem: Gabinete do Ver. José Soares

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo