Câmara aprova planos para meio ambiente e aposentadoria de servidores

Os vereadores de Paulínia aprovaram nesta terça-feira (21/5) dois projetos de lei relacionados ao meio ambiente e à sustentabilidade. Um deles cria o Plano Municipal de Adaptação à Mudança Climática, com diretrizes para a cidade reduzir riscos causados pela mudança do clima.

Se a proposta do vereador Alex Eduardo (PRTB) virar lei, o município deverá articular ações com a sociedade para identificar impactos ambientais e planejar medidas coletivas.

Outro projeto, do vereador Pedro Bernarde (DC), busca incentivar práticas ESG (sigla para Environmental, Social and Governance): divulgação das organizações que desenvolvem medidas sustentáveis e até um prêmio para iniciativas inovadoras.

SERVIDORES

Também foi aprovado o Programa de Desenvolvimento Pessoal e Preparação para Aposentadoria (PDPPA), um conjunto de ações para ajudar servidores públicos a planejar o momento da inatividade: oficinas de saúde mental e educação financeira, por exemplo.

O presidente da Câmara, Edilsinho Rodrigues (Podemos), destacou o texto como um marco para a qualidade de vida dos aposentados. A iniciativa foi elogiada pelos vereadores Cícero Brito (MDB), Fabio Valadão (PL) e Fábio da Van (PRTB).

OUTRAS PROPOSTAS

A 17ª Sessão Ordinária ainda votou proposta para garantir que motoristas possam avançar o sinal vermelho entre 22h e 5h, quando trafegarem em velocidade até 20 km/h. Segundo o vereador José Soares (Republicanos), ultrapassar o semáforo nesse horário é necessário para evitar assaltos.

O Plenário aplaudiu o movimento escoteiro do Brasil, que completa 100 anos, representado pelos grupos Amizade e Bem-Te-Vi. A homenagem foi assinada pelo vereador Fabio Valadão.

Foram apresentadas outras 15 Moções, além de 15 Requerimentos (cobrança de medidas ou informações) e 62 Indicações (sugestões).

Consulte o RESUMO DA PAUTA.

 

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo