Câmara aprova aviso sonoro nas filas de espera que usam sistema de senhas

Os vereadores de Paulínia aprovaram, nesta terça-feira (20/6), proposta que obriga avisos sonoros em estabelecimentos que usam sistema de senha para atender ao público. Se sancionada pelo prefeito, a norma valerá para locais públicos e privados.

A iniciativa visa minimizar problemas de pessoas com deficiência visual em bancos, cartórios e repartições públicas, por exemplo. Segundo o autor, vereador Dr. Grilo (MDB), o aviso sonoro vai evitar que essas pessoas percam a vez na fila, por impossibilidade de visualizar números nos painéis.

Também passou um projeto para reconhecer comércios que distribuem exclusivamente sacolas de papel aos clientes. O “Selo Amigo Consciente”, do vereador Loira (DC), já havia sido votado em Plenário, mas retornou porque o prefeito vetou um dos artigos. Quando o texto virar lei, o município poderá premiar empresas que se encaixam nos critérios.

Os vereadores ainda homenagearam de forma póstuma Angelina Pires Guimarães (1945-2022), ex-dirigente do Clube Unidos da Vila – criado para incluir negros numa época em que clubes sociais proibiam a entrada deles. O nome de Dona Angelina batizará uma via pública, conforme projeto votado na 21ª Sessão.

“Ela desenvolveu um trabalho social notável, utilizando o time de futebol na liga profissional e a escolinha de futebol e vôlei como ferramentas. As festividades no clube e a escola de samba Unidos da Vila contribuíam para trazer alegria à comunidade das vilas e também à cidade como um todo”, declarou Pedro Bernarde (Cidadania), que fez a sugestão à Prefeitura.

Foram apresentados 28 Requerimentos (cobrança de medidas ou informações), 11 Moções (congratulações, aplausos ou repúdios) e 57 Indicações (sugestões).

 

CONSULTE O RESUMO DA PAUTA

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo