Xavier sugere Banco Municipal para arrecadar e doar materiais de construção

Quando obras de construção acabam, é comum ver materiais descartados ou desperdiçados. O vereador Flávio Xavier (DC) sugeriu uma forma de aproveitar essas sobras para ajudar quem precisa e não tem condições financeiras: ele propôs a criação do Banco Municipal de Materiais de Construção, uma espécie de central que coletaria doações e entregaria a cidadãos interessados.

Para o vereador, a Prefeitura deveria ficar responsável por essa intermediação — como já ocorre na capital de São Paulo, onde uma lei municipal implantou o banco municipal e definiu critérios para fazer o repasse. Xavier afirma que, como Paulínia há muitos anos não tem plano para a construção de habitações populares, essa seria uma medida simples para auxiliar a população.

“Novas medidas para proporcionar moradia à população, direito social consagrado pela Constituição Federal, são fundamentais. Um cidadão sem um lugar decente para morar tem sua dignidade e cidadania desrespeitadas”, escreve na Indicação 402/2019, que será apresentada na sessão ordinária desta terça-feira (23/4).

Ele também apresenta três propostas envolvendo a avenida José Paulino: para o governo municipal colocar prismas de concreto na via, limpar local próximo ao ponto de ônibus e estudar a instalação de guarda-corpos nos pontos de ônibus próximos ao Velório Municipal, nos dois sentidos.

Acompanhe o andamento das propostas.

Texto: Felipe Luchete (MTB nº 56.928/SP)
Assessoria de Imprensa
imprensa@camarapaulinia.sp.gov.br
Imagens: Câmara Municipal de Paulínia

Compartilhar essa postagem


Pular para o conteúdo